sexta-feira, 30 de maio de 2008

NOVOS AGRADECIMENTOS


Prezado Deputado Ratinho Junior:

Foi com muitas lágrimas que li o seu depoimento que me enviaram.

Realmente somos todos gratos pela sua atitude em defender a nossa causa.

Peço desculpas, pois as cartas que lhe envio são bem mais radicais.

Mas estas cartas não generalizam a todos, pois eu sei muito bem que temos ótimos políticos que pensam em fazer o melhor para o povo desse imenso Brasil.

Obrigada de coração pela sua luta abraçando a nossa causa.

Atenciosamente;

Cleia Carvalho
pilotocleia@gmail.com

************************************

DEPUTADO!!!!!!
OBRIGADA!!!!!!!!!!


************************************

Deputado Ratinho Junior:

Obrigado pela sua sensibilidade.

Conheço muitos colegas que já se foram de pura tristeza e melancolia. Colegas que eram fanáticos pelo trabalho, que entregaram suas vidas e delas muitos dólares entraram neste país através do uso da Varig, pois a mesma era a razão de vida deles.

E depois de aposentados a viram afundar por diversos motivos, mas o principal, todo mundo sabe que foi o interesse do PT que as empresas de São Paulo, TAM, GOL, COM OS SUPER INTERESSEs DE DIRCEUS E PALOCCIS DA VIDA FOSSEM BENEFICIADAS.

Enfim, sou um aposentado da Varig , mas continuo trabalhando na VEM (Manutenção e Engenharia), pois o Aerus deu no que deu.

Mais uma vez obrigado, nem tanto por mim, mas mais pelos meus colegas mais velhos e que não podem mais trabalhar e que estão numa situação de pura melancolia.

OBRIGADO DEPUTADO!

Alvear Caron
POAMN--CPO Fone: 33757181
VEM - Manutenção & Engenharia
Uma empresa da TAP / PORTUGAL

************************************

Prezado deputado:

Agradecemos, sensibilizados, a sua manifestação em prol dos aposentados Aerus, na Câmara dos Deputados.

Nossas forças estão se exaurindo a cada dia, e atitudes positivas como a sua nos incentivam a lutar até o fim.

Com sua ajuda vamos até a vitória, não podemos nos entregar e deixar que sua atitude tenha sido em vão.

Que Deus continue a lhe iluminar e a lutar por justiça.

Atenciosamente;

Carlos Henke
cvhenke@yahoo.com.br
Comissão de Aposentados Aerus RS
************************************

Respeitável senhor:

Fui informado pelos meus colegas do AERUS da sua brilhante intervenção na Câmara Federal a favor de nossas famílias.

Muito obrigado, mesmo.

Realmente deputado, a situação é mais do que grave. O senhor sabe que eu adotei dos irmãos, ainda quando estava trabalhando.

Tenho dor e raiva porque eu pensei que estava fazendo o que muita gente não é capaz de fazer, agora, eles têm de fazer fila para comer em escola pública. Simplesmente pago, por mês, R$ 600,00 em remédio.

MUITO OBRIGADO MAIS UMA VEZ.

Juan Mesones

************************************

Caro Deputado Ratinho Junior,

Obrigado Senhor por fazer ecoar na maior casa da democracia brasileira, através de sua fala na tribuna, palavras que contaram as injustiças cometidas contra milhares de ex-funcionários e aposentados da nossa querida Varig - Viação Aérea Riograndense.

"A injustiça num lugar qualquer é uma ameaça à justiça em todo o lugar".

Parabéns, deputado, por citar Martin Luther King.

Obrigado, senhor, por abraçar nossa causa na luta contra tais injustiças.

Sua juventude, coragem e força política, tenha certeza, são bem vindas e saiba que chegaram em boa hora.

Haveremos de vencer. Pois, DEUS está do nosso lado e mais uma vez colocou no nosso caminho, para nos ajudar, mais um de seus queridos filhos.

Muito obrigado senhor deputado.

Atenciosamente,

Luiz Alberto Carneiro Fernandes
Chefe de Equipe de Vôos Intercontinentais
Aposentado Varig/Aerus, após 33 anos de Vôo.

************************************

Caro Deputado Ratinho Junior.

Em meu nome e em nome de minha família, quero lhe agradecer, pelo brilhante pronunciamento feito na Câmara Federal no dia 28 de maio de 2008, em favor dos aposentados da Varig e suas respectivas famílias. Muito obrigado, pois é de político assim, como o senhor, que estamos precisando em nosso país (Brasil). Foi o único que demonstrou tamanha sensibilidade com o nosso problema do Fundo de Pensão AERUS.

Cordiais Saudações!

Atenciosamente,

Pedro R. de Oliveira.
Piloto aposentado da Varig.

************************************

Caro Deputado Ratinho Junior,

Obrigado Senhor por fazer ecoar na maior casa da democracia brasileira, através de sua fala na tribuna, palavras que contaram as injustiças cometidas contra milhares de ex-funcionários e aposentados da nossa querida Varig-Viação AéreaRiograndense.

" A injustiça num lugar qualquer é uma ameaça à justiça em todo o lugar " - Parabéns Deputado, por citar Martin Luther King.

Obrigado Senhor por abraçar nossa causa na luta contra tais injustiças.

Sua juventude, coragem e força política, tenha certeza, são bem vindas e saiba que chegaram em boa hora.

Haveremos de vencer, pois Deus está do nosso lado e mais uma vez colocou
no nosso caminho, para nos ajudar, mais um de seus queridos filhos.

Atenciosamente;

Luiz Alberto Carneiro Fernandes

Chefe de Equipe de Vôos Intercontinentais
Aposentado Varig/Aerus , após 33 anos de vôo

************************************

Prezado e nobre deputado.

Acabo de receber e ler o conteúdo de vosso depoimento na Câmara dos Deputados.

Brilhante e inspiradas colocações que nos enchem de esperança. Jovens como o senhor, em pleno vigor de suas ações, abraçando uma causa dos já não tão jovens e falar por eles é para nos uma benção.

Sim, porque os que vamos as manifestações e tomamos algumas atitudes já somos a minoria porque muitos já não têm mais forcas nem esperanças, vivendo nessa situação por mais de dois anos consecutivos.

Muitos, infelizmente, já se foram e outros tantos estão enfermos e deprimidos.

Eu e meu marido. Aqui, somos os dois, navegando neste mesmo barco. Nossa família está despedaçada porque quando tudo, repentinamente, necessita ser cortado nem sempre existe compreensão por mais que se explique.

Quero deixar aqui meu respeito e minha esperança de um país mais justo e melhor. Visto que, temos aqui uma geração nova que ainda não só se sensibiliza, mas age a nosso favor e tem a inteligência de ver que o problema não é só nosso, mas que pode vir a atingir futuramente todos os jovens brasileiros.

Desejo todo sucesso em sua nobre trajetória.

Muito grata,

Rute Tamico
Comissária-Chefe de equipe aposentada
Marido: Milton Inoue
Comissário supervisor também aposentado, hoje,
trabalhando no Japão.
Desde a década de 80 até 2004, trabalhamos em vôos internacionais. Sempre contribuindo para o AERUS.

Nossas dependentes: sogra e duas filhas, de 20 e 22 anos e, abraçando uma causa dos já não tão jovens. E falar por eles é para nós uma benção.

************************************
Deputado Ratinho Junior:

"Eles", de todas as maneiras quiseram nos tirar tudo.

Felizmente, "eles" não tiraram a nossa dignidade, o nosso savoir faire e o nosso senso de humor.

Parabéns a Tâmara, Zélia Martins e Léa Andreoni pela bela festa. ESTÃO MAIS UMA VEZ DE PARABÉNS!

Parabéns a todos os Comissários/as da VARIG e a outros trabalhadores VARIG que compareceram a mais um grande almoço anual dos Comissários da VARIG!

Parabéns a todos os funcionários do Restaurante Galeria Gourmet no Shopping Downtown!

28 de Maio de 2008 na Galeria Gourmet - Shopping Downtown –
Barra - Rio de Janeiro.

paul88482005@gmail.com
************************************

SABOR AMARGO DEPOIS DO ALMOÇO

Minha coluna no jornal povo do rio de 30 de maio de 2008

Todo dia 31 de maio, em todo o mundo, os milhões de passageiros devem uma flor a uma das mais encantadoras atividades profissionais: o comissário de bordo.

E quando se fala nessa carreira, vem logo à mente a figura doce de aeromoças sempre atentas e prestativas, com um sorriso nos lábios e um mundo de história por contar.

No Brasil, essa homenagem é lembrada com almoços dos profissionais de hoje e de ontem. O mais tradicional, como não poderia deixar é o do pessoal da octogenária Viação Aérea Rio Grande - a nossa querida Varig.

Um almoço dessa natureza, nos dias de hoje, no entanto, tem um sabor diferente. O sabor amargo da incúria, da injustiça, da arrogância e do desrespeito.

Isso eu vi em cada semblante daqueles que se reencontraram com a dignidade que jamais lhes faltará no evento da Galeria Gourmet. Dia 28. Ali estava parte de uma história construída com muito amor, vocação, competência e responsabilidade.

Uma história que, para a infelicidade geral do Brasil, foi bruscamente interrompida com todos os requintes de traição e perversidade.

Porque não tem explicação, não tem lógica e, ainda por cima, atingiu milhares de brasileiros indefesos pela aposentadoria complementar de um fundo privado mal parado, surrupiada na maior, como uma tortura anunciada, no que ecoou como o mais indigno castigo a quem tanto serviços prestou a todos nós, ao longo de tantas décadas.

Ter ido aquele encontro, como já fizera no ano passado, me permitiu lavar a alma, por ver que aquelas pessoas traídas por quem cresceu empunhando a bandeira dos trabalhadores; aquelas pessoas sorriam, no entanto, pelo singelo prazer de rever colegas, entre os quais estava lá, amparada pelas muletas, a assistente social que foi durante 29 anos uma espécie de anjo da guarda dos profissionais da mais preparada corporação aérea do mundo.

Ao sair, ao despedir-me daquelas pessoas que permanecem vivas apesar das tentativas de holocausto, que sublimavam no seu dia a grande frustração do trágico desfecho de uma capítulo sujo da história da aviação comercial brasileira, uma sensação de revolta se apossou da minha alma.
Será que a história da civilização tem de passar por cortes tão brutais nas vidas das pessoas que jamais vacilaram no convívio com esse misterioso mundo das nuvens?

Será que não vai aparecer alguém de bom senso, de responsabilidade, para assumir a correção de um erro histórico, resgatando com todas as peças a empresa que um dia foi mais importante em muitas cidades do mundo do que nossa própria Embaixada?

Meu Deus! Como tudo isso me detona a própria fé nos poderes públicos, nos políticos, juizes e senhores da grande mídia. Como eu gostaria de ser mais jovem para fazer alguns pilantras amargarem o mesmo que aquela gente decente amarga desde que a Varig foi entregue de mão beijada a um aventureiro chinês e o fundo Aerus desmoronou. Como! Como!

coluna@pedroporfirio.com

Descontração e dignidade
No dia dos comissários, um encontro com profissionais que fizeram história e elevaram o nome do nosso país nos céus do Brasil e dos quatro continentes. É uma pena que só o governo não saiba o crime que cometeu contra a aviação comercial brasileira ao abandonar a Varig e o Aerus à própria sorte.

Deputado Paulo Ramos, assistente social Regina Maciel, Pedro Porfírio, Consuelo Maria, Bognesse e um grupo de varignniaans, entre os quais Lúcia Lopes e Maria João. No destaque, Paulo Resende, o incansável multiplicador de informações.


Pedro Porfírio
porfirio@palanquelivre.com
paul88482005@gmail.com

quinta-feira, 29 de maio de 2008

LUTA DE 10 ANOS - IBC SERÁ PÓLO DISTRIBUIDOR E EXPORTADOR DE ÁLCOOL


A parceria entre União, Estado, municípios e Cooperativas,
mais a assinatura do ministro Paulo Bernardo,
e o apoio de Ratinho Junior
vão gerar mais de 150 empregos à Região de Jandaia do Sul


Uma luta travada pelo município de Jandaia do Sul há mais de 10 anos teve seu ponto final na tarde desta quarta-feira, 28, em Brasília. Com o apoio do deputado federal Ratinho Junior (PSC/PR), estiveram reunidos o secretário de Estado do Planejamento, Enio Verri, mais o prefeito de Jandaia do Sul, Moacir Bruzon, em uma audiência com o ministro do Planejamento, Paulo Bernardo.

No ato, o ministro assinou um termo de cessão da União para aquele município, onde o Instituto Brasileiro de Café (IBC) passará a ser o centro de distribuição e de exportação de álcool daquela Região.

A ação será possível graças a uma parceira já estabelecida entre a Cooperval – Cooperativa de Álcool e Açúcar do Vale do Ivaí – e a Cooperativa do Vale do Ivaí , de São Pedro do Ivaí, que juntos investiram R$ 20 milhões no empreendimento.

Com esta fusão e a assinatura do documento pelo ministro Paulo Bernardo, será aberta uma frente de trabalho para cerca de 150 pessoas, diretamente, e mais o dobro, indiretamente.

“É a batalha de uma década que, juntos, vencemos na tarde de hoje (ontem, 28) em favor da população daquela Região do Paraná”, comemorou Ratinho Junior.

Da Assessoria de Imprensa

Vania Mara Welte
(41) 3352 9297 / 3079 3120 e 9102 0661

Romulo Imthon
(41) 9993 3119

E-mail: ratinhojunior@gmail.com
Site: http://www.ratinhojunior.com.br/

AOS CAROS BRASILEIROS E BRASILEIRAS


Dirijo-me, aqui, a senhoras e senhores Paracelso Sant’Ana; Ivan Martins; José Paulo de Resende; Luís Álvares; Leonildo Bomfim; Georges H.J. Milcent; Ayrton Fronzoni; Uyrane Holanda; José Carlos Macedo Junior; Jose Gomes Jordão; Silvério Lopes; Luis Alberto da Costa Fernandes; Rosenwald Ribeiro; Carlos Alberto Pimenta; Alcione Riberti Fanfa; Amaury Antunes Guedes; Rubens Freitas; Rudolf Goetze; Alexandre Silva; Luciano Figueiredo; Henrique de Souza Nunes; Waldemar Nielsen; Petra Elisabeth e a todos os 50 mil ex-funcionários, aposentados, pensionistas e familiares da antiga Varig.

Fico emocionado em receber mensagens, telefonemas e e-mails de agradecimento ao meu pronunciamento na Câmara dos Deputados em defesa das senhoras e senhores que sofrem tanta injustiça neste país, em um momento em que deveriam estar aproveitando a vida, em lazer e descanso.

Eu me comovo e lamento profundamente com a situação das senhoras e dos senhores, em especial das pessoas com mais de 60 anos, doentes, frágeis física e emocionalmente. Eu vejo neste momento um Brasil cruel e não posso me calar e me omitir, diante de tanto sofrimento e injustiça social.

Portanto, o quanto eu puder fazer em favor das senhoras, dos senhores e de tantas outras pessoas excluídas e injustiçadas, contem com o meu vigor, a minha inteligência e o meu trabalho.

Tenho a convicção de que fui colocado neste parlamento exatamente para isso, para defender o meu povo. E eu apenas cumpro com a minha obrigação de cidadão e de político que pretende ajudar a fazer deste país um lugar mais justo, mais humano e igualitário para todos os brasileiros e brasileiras.

Saudações!

Ratinho Junior
Deputado federal (PSC/PR)

GRATIDÃO É A MEMÓRIA DO CORAÇÃO


Ex.mo deputado Ratinho Junior:

Gostaria de agradecer seu discurso feito no Plenário da Câmara em favor das injustiças a que todos nós aposentados da Varig e dependentes do Fundo de Pensão Aerus.

Fui comandante desta empresa e lá trabalhei durante meus últimos 32 anos de vida útil profissional.

Agora na velhice me vejo como um indigente, dependendo de favores da família para poder sobreviver.

Pior ainda, colegas que tinham outros como seus dependentes e que agora se vêm na desgraça de que são vítimas de um efeito dominó sobre suas cabeças.

Muito obrigado por ter se lembrado de nós.

Que Deus o proteja!

Comandante Paracelso Sant'Anna - Varig

*****************************************



Caro deputado Ratinho Junior,

Os milhares de aposentados, pensionistas e ex-funcionários da antiga Varig, estão profundamente agradecidos pelo brilhante pronunciamento feito pelo senhor no dia de hoje.

O mais emocionante é que, um jovem como o senhor, teve a sensibilidade de escutar os rogos de pessoas, na sua maioria idosas com mais de sessenta anos e, criar um texto muito claro, objetivo, verdadeiro, edificante e comovente. Isto irá colaborar para o que solicitamos no momento, qual seja, a aceleração do julgamento do processo de defasagem tarifária.

Repassarei aos meus contatos, para que se sintam reconfortados com suas palavras proferidas no discurso em anexo, e para divulgação deste trabalho maravilhoso, que o senhor teve a nobreza de nos conceder e, que ficará registrado nos anais da Câmara dos Deputados.
Muito obrigado.

Atenciosamente,



Ivan Martins

************************************************



Prezado senhor deputado RATINHO JUNIOR.

Faço esse e-mail para agradecer de todo coração e também em nome de minha família e com certeza de todos os APOSENTADOS do AERUS pelo pronunciamento de V.Ex.cia, em favor de mais de 50 mil pessoas que estão sofrendo, passando necessidades pela redução drástica de seus proventos provenientes do AERUS.

Nós que confiamos nossas poupanças ao AERUS para termos uma velhice tranqüila, estamos vivenciando uma situação de angustia, pois muitos de nós não temos nem como comprar medicamentos, que a avançada idade obriga, pois do AERUS, estamos recebendo importâncias ínfimas .

Lamentavelmente temos de imputar à Secretaria de Previdência Complementar esta situação, haja vista que, por falta de fiscalização (não seria obrigação do SPC?) nos deixou nessa situação .

Senhor deputado Ratinho Junior: mais uma vez agradecemos a sua interferência em nosso favor .



Que DEUS o ajude e à sua família.

Georges H.J.Milcent
Aposentado AERUS (74 ANOS)
SALVADOR-BAHIA
georges.henri@terra.com.br

*************************************************

Deputado Ratinho Júnior

Faço minhas as palavras de agradecimento de meu colega Ivan Martins quanto ao histórico pronunciamento proferido por V. Excelência em sessão da Câmara e referente aos problemas enfrentados pelos beneficiários do AERUS.

Um grande abraço,

Ayrton Franzoni

******************************************

Prezado deputado:

Sou ex-funcionário da TRANSBRASIL, e juntamente com os companheiros de infortúnio da VARIG, padecemos com a quebra do AERUS, com reflexos nefastos em nossa existência já no crepúsculo de nossas vidas. Soube de seu interesse pela nossa causa e da competência e rapidez que o assunto foi levado aos seus pares.

Eu e minha família lhe somos muito grato.

Que Deus lhe abençoe.

Atenciosamente,

Leonidio Bomfim

******************************************

Prezado deputado Ratinho Junior:

Boa Noite!

Tenha certeza de que estamos todos muito gratos pelo seu pronunciamento na Câmara em favor da justiça, defendendo a dignidade de nós aposentados e pensionistas da Varig.

Voei na Varig por 34 anos, enquanto trabalhávamos, a (diretoría) da Varig, do Aerus com o consentimento da Secretaría de Previdência Complementar, desviavam nossa poupança que fizemos com grande sacrifício durante 26 anos de contribuição. Somos 9.000 dependentes do Aerus, numa faixa etária de 66 anos, num universo desse, o senhor tenha certeza de que temos ex-colegas com câncer, Parkinson, cardíacos e outras tantas doenças que necessitam de remédios caros e que hoje dependemos de filhos, parentes e até de vizinhos para seguir, até quando esta pouca vergonha em que nos encontramos.

Muito obrigado, deputado Ratinho, hoje vou dormir mais aliviado.

Que DEUS te ilumíme.

Luciano Figueiredo

***********************************

Prezado Deputado


Tenho a felicidade de me dirigir à V.S. pelo seu precioso pronunciamento feito em plenário em nosso favor.

Estamos morrendo por completo abandono por parte das autoridades federais que estão tratando do nosso caso como se fosse briga de família sem nenhuma urgência. Simplesmente mais um caso.

Já perdemos colegas nossos, por enfarto, depressão profunda por não termos dinheiro para sobreviver. Uma colega nossa ex-comissária, suicidou-se por não ter mais razão para viver como a maioria de nós.

Infelizmente ela foi fraca. Mas até quando teremos força onde essa razão não existe mais para nós?

Não vou me alongar mais, me desculpe o desabafo deste velho aeronauta, comissário com 36 anos de vôo, agora sem nenhuma perspectiva de vida, embora tenha pago do próprio bolso, de meu salário pela complementação que me foi ROUBADA com a aprovação da Secretaria de Previdência Complementar do nosso Governo Federal.

Muito obrigado mais uma vez e que DEUS lhe abençoe.

Ex-comissário de vôo aposentado VARIG

Uyranê Soares Holanda Lima

(65 anos de idade, 36 anos de aviação e agora, como a maioria de nós, sem dignidade, e, jogado no lixo.)

******************************************

Excelentíssimo Senhor
Deputado Ratinho Junior

É com grande emoção que li o seu pronunciamento a favor dos velhos e aposentados do Aerus.

São poucos os homens que lutam por nós. Temos muito pouco a oferecer em mão de obra, porém soubemos dar exemplo de dignidade, de luta e levar o bom nome e a bandeira, deste país que amamos, para o exterior nas asas da Varig.

É de coração que agradeço o seu pronunciamento e espero que o Ex.mo Senhor seja um arauto em defesa da nossa causa.

Henrique de Souza Nunes
(Aposentado Aerus)

*******************************************
Ex.mo deputado Ratinho Júnior;

O presente serve para externar minha profunda gratidão pelo pronunciamento que V. Ex.cia proferiu na Câmara dos Deputados, hoje, em Brasília defendendo os aposentados do Fundo de Pensão Aerus ligado a antiga Varig.

Somos quase oito mil idosos que trabalharam toda uma vida, contribuímos com nossas mensalidades para o Aerus, objetivando um ocaso de vida com uma certa dignidade.

Tal porém não está ocorrendo. Fizemos nossa parte. O governo e a Secretaria da Previdência Complementar não.

Hoje estamos passando por profundas privações. Idoso necessita de um teto, remédios, aparelhos, respeito. Estamos perdendo tudo isso, que tínhamos e pensávamos que iríamos ter até o fim das nossas vidas.

Nossa esperança é um processo, RE571969, que se encontra no STF para julgamento do qual é relatora a Ministra Carmem Lúcia Antunes Rocha.

Agradeço-lhe mais uma vez seu pronunciamento que, com certeza, será de muita valia para todos nós, pessoas idosas que dedicaram suas vidas ao trabalho honesto e ajudaram e firmar o nome deste país.

Amaury A. Guedes
Aposentado Varig/aerus 73 anos
RG 4.330.775-9 SSP/SP

**************************************

Prezado Deputado Ratinho Junior,

Emocionou-me a sua pronta intervenção ao pedido feito pelos colegas aposentados da Varig que, como eu, vivem em perene angústia face à situação criada pela administração do AERUS, corroborada pela omissão dos órgãos oficiais criados para preservar os direitos do cidadão através de permanente fiscalização.

Aceite o meu abraço com agradecimentos, e a minha admiração.

Atenciosamente,

Waldemar Nielsen

*********************************************

Ilustre deputado do PSC/PR

Senhor Ratinho Junior;

Quem vos fala é um comandante aposentado da Varig, na qual esteve ligado por 40 anos, desde a escolinha da Varig até a função de comandante master de Jumbo 747.

Foi com muita emoção que li o seu discurso proferido no dia 28 de maio de 2008 na Câmara Federal , pois traduz exatamente o que está acontecendo hoje com os aposentados

Não só da Varig como a maioria dos brasileiros. Passei minha vida na Varig, contribuindo para o INSS sobre 17 e até 20 salários mínimos e hoje só recebo cinco (5).

O igualmente ilustre deputado Paim PT/RS fez passar um projeto de melhoria para os aposentados , mas o Lula já falou que vai vetar.

Estou agradecendo em meu nome e no de meus familiares, mas tenho certeza que é o desejo de toda a família Varig.

Muito obrigado

Comandante Rudolf Goetze

rudolf.rlk@terra.com.br

*****************************************

Prezado deputado Ratinho Junior;

Meu nome é Petra Elisabeth Ferter , sou ex-funcionária Varig , empresa na qual trabalhei por 29 anos até ser demitida por telegrama, no dia 02 de agosto de 2006, juntamente com milhares de colegas, sem receber os direitos trabalhistas , os últimos três meses de salário ...

Mas como já tinha tempo de serviço e idade para me aposentar pelo INSS e Aerus , assim o fiz .

Sou paranaense, nasci em Londrina e morei em Curitiba por 18 anos quando em 1977 me mudei para o Rio de Janeiro para voar na Varig.

A razão do meu e-mail é lhe agradecer a lembrança e ter mencionado o caso Aerus na Câmara do Deputados durante seu discurso deste 28 de Maio de 2008.



Realmente as nossas vidas sofreram profundas mudanças. Em alguns casos dramáticas.

Continuo acreditando na justiça e que algo será feito para não nos deixar morrer à mingua, depois de termos trabalhado de maneira correta e honesta por tantos anos, e termos contribuído com 25% do salário bruto por 15 anos (no meu caso), para prover o nosso futuro através da aposentadoria complementar (Aerus).

Volto a lhe agradecer, respeitosamente.

Petra Elisabeth Ferter



Aposentada Aerus após 29 anos de vôo

*************************************

Prezado senhor deputado Ratinho Junior;

Quero agradecer-lhe de maneira informal, simples e direta, a sua atitude de discursar na Câmara dos Deputados a nosso favor, nós, os aposentados e pensionistas do Instituto AERUS de Seguridade Social. Seu discurso muito me emocionou, por dizer aquilo que nós mesmos evitamos verbalizar, tamanho o trauma a que todos nós, pegos de surpresa por esta intervenção, fomos submetidos.

Achei que o senhor foi especialmente feliz ao citar Martin Luther King. E, ao mostrar ao plenário da Câmara, a miséria, no epílogo de nossas vidas, absolutamente injusta, pela qual estamos tendo de passar. Sei bem que vivemos num país miserável onde crianças ainda morrem por inanição e diarréia, onde os doentes que não podem pagar convênio médico, terminam seus dias nos açougues humanos chamados SUS (salvo raríssimas exceções honrosas), onde periferias urbanas são privadas do mínimo minimorum de assistência real do estado. Muitos no atual governo usam este estado de atraso brutal para justificar a não adesão à nossa causa.

Mas isto nada mais é do que usar uma injustiça para justificar outra. Deixo aqui o meu respeito e agradecimento por sua sensibilidade e participação em nossa luta para reverter esta situação terrível que nos assola.

Alexandre Santos Silva
Aposentado por invalidez AERUS

************************************

Il.mo senhor deputado federal Ratinho Junior:

Eu já estava perdendo algo que, quando não existe mais, também nós deixamos de existir, ou seja, a ESPERANÇA.

Sou uma das milhares de vítimas do AERUS, fundo de pensão da Varig, que hoje se encontram na rua da amargura em conseqüência da irresponsabilidade de algumas pessoas sem escrúpulos e que não pensam nos seres humanos como deveriam.

Meu calvário teve início em 1991, quando sofri um acidente e fui aposentado por invalidez. Até 2006 consegui arcar com as despesas relativas a hospitais, tratamentos, remédios e outras coisas inerentes à minha condição de inválido.

No entanto, a partir de abril de 2006, quando foi deflagrada a crise da Varig que resultou na liquidação do AERUS, confesso que, por diversas vezes pensei em acabar com a vida, pois não mais dispunha de meios financeiros para as despesas médicas. Fui dissuadido dessa idéia ao perceber que isso teria gravíssimas conseqüências para meus filhos, que ficariam sofrendo aqui na Terra enquanto eu estaria livre de todos os problemas. Não seria justo.

Decidi continuar vivendo, exclusivamente pelos meus filhos. Mas não consegui evitar o que aconteceu comigo, a entrada na mais profunda depressão. Vejo que essa injustiça que estão fazendo comigo e com todos meus colegas aposentados não terá um fim tão cedo. Minha esperança diminui a cada dia, e com isso minha depressão também aumenta a cada dia.

Agora, finalmente, consigo ver uma luz no fim dessa minha lúgubre estrada e um fio de esperança toma conta de mim. Tudo isso porque acabei de descobrir que ainda existem pessoas altruístas, que ainda pensam no seu próximo.

Tudo isso, senhor deputado Ratinho Junior, porque senti através de vosso discurso na Câmara dos Deputados que uma voz se ergue a nosso favor, que uma voz forte como a vossa, certamente terá ressonância e com isso trará de volta a esperança para milhares de pessoas, que hoje estão abandonadas por um governo que literalmente deu as costas para a Varig quando ela estava agonizando e que não se importa com as precaríssimas condições em que se encontram cerca de 8.500 aposentados do AERUS e seus familiares.

Tenho esperança que vosso esplendente discurso na Câmara trará resultados positivos, fazendo com que o nosso processo, que hoje se encontra no STF, seja julgado em breve e favorável à Varig, fazendo com que as vidas de milhares de brasileiros sejam resgatadas, dando fim às terríveis humilhações que hoje se nos apresentam.

Por tudo isso, senhor deputado, quero lhe dizer um muito obrigado, não um "muito obrigado" frio e automático, mas um agradecimento que vem do recôndito de um velho e cansado coração, mas que ainda bate e tem esperanças graças a pessoas dignas e humanas como V. Ex.cia.

Peço a Deus que abençoe V. Ex.cia, sempre conduzindo vossos passos pelos caminhos mais seguros e serenos e iluminando vossas atitudes e decisões no exercício das funções de um lídimo representante de nosso povo.

Respeitosamente,

Rubens de Freitas

INJUSTIÇA - UMA AMEAÇA SOCIAL QUE PODE SE ALASTRAR

Ratinho Junior (PSC/PR) expôs nesta quarta-feira, 28,
na Câmara Federal,
a situação desumana de 50 mil aposentados e pensionistas
do Instituto Aerus, da antiga Varig



Passeata de ex-funcionários da Varig, no Rio de Janeiro
(Foto de arquivo do site www.pdt-rj.org.br/imagens/varig3)


“A injustiça em um lugar qualquer é uma ameaça à justiça em todo o lugar”, ensinava Martin Luther King, o líder pacifista e ativista político norte-americano, assassinado em 1968 quando intensificava sua luta pelo fim das desigualdades raciais. Com este pensamento, o deputado federal Ratinho Junior expressou na tarde desta quarta-feira, 28, a sua indignação com o que vem ocorrendo com os ex-funcionários, aposentados, pensionistas e familiares da antiga Varig, que deveriam receber do Instituto Aerus de Seguridade Social.

Ratinho Junior comoveu os deputados, na Câmara Federal, ao lembrar que são mais de 50 mil brasileiros, entre aposentados, pensionistas e familiares. “Eles estão jogados à própria sorte, desesperados, sem direito a sonhar. E não merecem o castigo que lhes foi imposto, de morte lenta e sofrida. Primeiro a morte espiritual, pelas privações e descrença, depois a morte física, pela falta de recursos, pela inanição. Não podemos assistir a tudo isso impassíveis, indiferentes, como se os fundos de pensão de nossos familiares e amigos nunca possam ser atingidos. Vale reiterar: a injustiça num lugar é ameaça a todos os outros”, disse.

Ratinho alertou que a injustiça, que agora parece ser localizada, pode se alastrar para todos os demais segmentos, para toda a sociedade. E questionou: “Quantos fundos, hoje poderosos, deixarão na miséria indefesos cidadãos que sonham com uma velhice tranqüila, em que pelo menos as necessidades básicas e os remédios estejam garantidos?”

O deputado lembrou que o resultado, no Instituto Aerus, tem sido trágico: famílias inteiras destroçadas pela queda do poder aquisitivo, pela súbita e drástica redução de suas rendas. Um dos casos mais comoventes já foi apresentado, há poucos dias, no Jornal Nacional da Globo. Pessoas idosas tiveram suas aposentadorias aviltadas repentinamente, depois de terem desempenhado funções importantes na sociedade e contribuído sem falhas, para ter um final de vida digno.

O caso do senhor Ulisses Castro, mostrado na reportagem, foi exemplar. Depois de uma longa vida profissional, o ex-aeroviário teve sua aposentadoria reduzida de R$ 1.900,00 para R$ 170,00, valor insuficiente para sobreviver.

O Jornal Zero Hora, de Porto Alegre, também publicou em sua edição de 3 de fevereiro, um caso ainda mais dramático. O benefício do ex-mecânico e ex-professor, Waldir de Abreu, caiu de R$ 3.200,00 para R$ 109,00, na época em que descobriu ter leucemia. Aos 80 anos, Waldir de Abreu foi obrigado a se desfazer até do patrimônio adquirido, com muito esforço, em 44 anos de serviços à Varig para garantir ao menos sua existência física. “O desgosto e a convivência diária com a injustiça tratam de dar um fim lento à sua esperança”, lamentou Ratinho.

O deputado convidou aos parlamentares a conhecer melhor a realidade dessas pessoas para agirem na defesa delas. Para o deputado, ninguém pode calar-se ou omitir-se. Ratinho quer uma cobrança política coletiva para uma decisão rápida e justa sobre esse grave problema. O deputado luta para que essas famílias recuperem a fé na justiça para voltarem a acreditar nas instituições.

Ele citou o poeta Carlos Drummond de Andrade para retratar a situação: “Chegou um tempo em que não adianta morrer. Chegou um tempo em que a vida é uma ordem”. E, Ratinho concluiu: “a vida haverá de prevalecer”.

PARA SABER - O Fundo Aerus foi criado de acordo com a lei e se constituiu em um dos mais importantes fundos de pensão do Brasil. Mas sofreu intervenção da Secretaria de Previdência Complementar, depois de se mostrar financeiramente inviável. A crise teve origem a partir da falta de repasse dos recursos recolhidos da contribuição individual dos trabalhadores e dos recursos correspondentes à parte das empresas Aéreas, além da ausência de fiscalização e controle governamentais. O caso Aerus não foi resolvido na esfera administrativa e, hoje, está nas instâncias superiores da Justiça.

Da Assessoria de Imprensa

Vania Mara Welte
(41) 3352 9297 / 3079 3120 e 9102 0661
Romulo Imthon
(41) 9993 3119

E-mail: ratinhojunior@gmail.com
Site: www.ratinhojunior.com.br

quarta-feira, 28 de maio de 2008

RM DE CURITIBA AGRADECE RECURSOS RECEBIDOS EM FAVOR DA POPULAÇÃO



Da infância ao idoso, o deputado federal destina verbas
a soluções de problemas nas mais diferentes áreas.
A gratidão aparece, nesta semana, em diversos outdoors na RMC

Com os olhos voltados aos pequenos municípios e, ainda, a obras prioritárias, mesmo que debaixo da terra, o deputado federal Ratinho Junior (PSC/PR) luta por verbas, em emendas orçamentárias, para garantir soluções a problemas que afetam da infância ao idoso, nas mais diversas áreas: saúde, educação, segurança, meio ambiente e transporte. Assim, em pouco tempo, ele já conseguiu um total de mais de R$ 5 milhões a diversos municípios do Paraná, além de recursos de R$ 700 milhões, do Plano Plurianual da União (PPA 2008/2011), com o apoio de diversos parlamentares, para a construção da primeira etapa do metrô de Curitiba que irá melhorar as condições do trânsito urbano e a mobilidade para 468 mil passageiros ao dia, na capital paranaense e Região Metropolitana.

O agradecimento do esforço de Ratinho Junior aparece, nesta semana, em 12 outdoors espalhados em diversas vias de acesso à Região Metropolitana de Curitiba.

Com esses mais de R$ 5 milhões, o deputado Ratinho Junior já atendeu as necessidades prioritárias de populações como dos municípios de São José dos Pinhais, Piraquara, Fazenda Rio Grande, Colombo, Cruzmaltina, Jandaia do Sul, Cândido de Abreu, Palmeira, Joaquim Távora, Campo Largo, Imbituva, Rio Branco do Sul, São João do Triunfo, Reserva, Cascavel e Cambira, entre outros.

Os recursos conseguidos pelo deputado são empregados nesses municípios nas mais diversas obras e ações: quadras poliesportivas; portais turísticos; pavimentação e drenagem em córregos e rios; parques com mirantes; máquinas e equipamentos agrícolas; recuperação e estruturação de unidades de atenção especializada a idosos; recuperação de fundo de vale; apoio à pesquisa inovadora; reformulação do sistema de abastecimento, fontes de água e galerias pluviais.

Apenas para o município de São José dos Pinhais, o deputado já providenciou, em Emendas Orçamentárias, recursos no valor total de R$ 300 mil destinados à infra-estrutura esportiva para que crianças, adolescentes e jovens tenham novas oportunidades na vida. Ratinho Junior também pleiteia mais R$ 200 mil, em emendas de bancadas, para a construção do Terminal Rodoviário daquela cidade.

JUSTIÇA - Ratinho Junior ainda luta por muito mais recursos aos municípios do Paraná. Um de seus últimos trabalhos na Câmara Federal foi o da apresentação da Emenda Constitucional n° 219/2008, com o apoio de 200 parlamentares. Ele propõe a melhor distribuição do "bolo" orçamentário entre União, Estados e municípios do país.

A proposição estabelece que qualquer novo imposto que venha a ser instituído pela União, ou qualquer majoração de imposto federal hoje existente, tenha a sua arrecadação partilhada com os estados e municípios. Pelo Projeto do deputado, o governo federal é obrigado a distribuir, de maneira igualitária e justa, 33% para a União, Estados e municípios todo o tributo criado a partir de agora.

"Não escondo minha vocação municipalista, pois entendo que o cidadão só pode alcançar uma boa qualidade de vida quando o poder local provê bons serviços de transporte, saúde, educação, segurança e demais necessidades da população", diz Ratinho Junior.


O objetivo da Emenda é restaurar, mesmo que parcialmente, o equilíbrio na discriminação constitucional das rendas dos entes federados. A proposição reforça que qualquer novo imposto que venha a ser instituído pela União, ou qualquer majoração de imposto federal hoje existente, tenha a sua arrecadação partilhada com os estados e municípios.

METRÔ – Para a população de Curitiba, o deputado Ratinho Junior batalha para a construção do metrô. Um sonho acalentado há décadas por diversas autoridades. No IPPUC, por exemplo, repousam esses projetos, a ponto de já surgir uma questão. "Quem vai tirar o metrô do papel?"

Mas diante desta inoperância burocrática, baseada apenas em promessas, ao tentar viabilizar uma solução ao caos do trânsito curitibano e pensar na construção do metrô, o deputado federal Ratinho Junior ousou mais. Para isso, em fevereiro de 2007 ele foi buscar as verbas para realização da obra.

"Uma cidade que já foi vanguarda, como modelo urbano ao país, não pode ficar a reboque do desenvolvimento", diz o deputado. Assim, ele batalhou para que os recursos entrassem, primeiro nas Leis de Diretrizes Orçamentárias (LDO) e, em dezembro de 2007, no PPA - Plano Plurianual da União – 2008 / 2011. Com o apoio dos demais parlamentares, uma Emenda de Ratinho Junior no PPA conseguiu a aprovação de R$ 700 milhões para a construção da primeira etapa do metrô em Curitiba .

Assim, Ratinho Junior retirou o metrô do mero discurso. Ele conseguiu garantir a construção, obtendo verbas. "Ele trouxe a solução", argumentam os seus pares, apontando esta ação como mais um diferencial na atuação do deputado. "Agora, resta ao prefeito de Curitiba dar o andamento necessário a um projeto que irá melhorar as condições do trânsito urbano e da mobilidade para cidadãos e cidadãs", desafia.

OUTRAS AÇÕES - À par dessas ações, há inúmeros projetos em favor da população em áreas prioritárias no contexto atual, como segurança, educação, transporte e saúde, O trabalho que está sendo realizado é consistente e os resultados já aparecem. As novas regras para o uso e pagamento de celulares pré-pagos, a instalação de rastreadores em armas do Exército, GPS nos carros oficiais da segurança pública são iniciativas de Ratinho Junior, sempre em sintonia com o que a população anseia, sugere e reivindica.

A contestação dos valores das contas de luz, quando as faturas chegam com custos absurdos também é um trabalho do deputado do PSC do Paraná. Com ele, as companhias de energia elétrica não podem mais cortar o fornecimento da luz, antes de dar um parecer fundamentado ao consumidor. "São conquistas para toda a sociedade", argumenta.

Projetos de Lei, Emendas, Indicações e proposições
apresentadas pelo deputado federal Ratinho Junior (PSC/PR)

 Indicação n° 1.146/2007 - Cria a Disciplina de Introdução ao Direito
 Indicação n° 1.172/2007 - Cria Programa de Promoção de Saúde do Servidor
 Indicação n° 1.198/2007 - Instalação de Telefones de Emergência nas Estradas
 Indicação n° 1.891/2008 - Cria Sistema de Segurança Pública
 Indicação n° 1.892/2008: Cria a Disciplina de Planejamento Financeiro Pessoal e Familiar
 Indicação n° 1.914/2008 - Campanha de Esclarecimento sobre o Uso de Narguilé
 Indicação n° 2.042/2008 - Flexibiliza Pagamento de Tarifa de Energia
 Projeto de Lei n°1.958, de 2007 - Isenta o Transporte Escolar do IPI
 Projeto de Lei n°2.001/2007 - Abertura do Mercado de Transporte Aéreo
 Projeto de Lei n°2.101/2007 - Cria Áreas de Descanso nas Praças de Pedágio
 Projeto de Lei n°2.158/2007 - Embalagens Descartáveis
 Projeto de Lei n°2.371/2007 - Colocação de Dispositivo de Rastreamento em Armas das Forças Armadas
 Projeto de Lei n°2.372/2007- Instalação de Identificadores de Freqüência nas Prisões
 Projeto de Lei n°2.492/2007 - Proíbe o Tráfego de Caminhões entre 23h e 5h
 Projeto de Lei n°2.493/2007 - Instalação de GPS em Viaturas de Segurança Pública
 Projeto de Lei n°2.787/2008 - Gravação de Pousos e Decolagens
 Projeto de Lei n°2.788/2008 - Cria o RENAIEX - Registro Nacional de Instrutores e Examinadores
 Projeto de Lei n°2.868/2008 - Inclui Registrador de Dados em Veículos
 Projeto de Lei N°2.869, DE 2008 - Apreensão de Coisas
 Projeto de Lei n°2.982/2008 - Amplia Prazo de Solicitação de Pensão por Morte
 Projeto de Lei n°2.983/2008 - Pagamento de Abono Salarial
 Projeto de Lei n°3.263/2008 - Permite Uso de Vans e Microônibus no Transporte Rodoviário Interestadu
 Projeto de Lei n°3.264/2008 - Dispõe sobre Benefícios da Previdência Social
 PROPOSTA DE EMENDA À CONSTITUIÇÃO No 219/2008 - IMPOSTOS FEDERAIS
 Relatório de Ratinho Junior, Aprovado por Unanimidade, Beneficia Consumidor
 Requerimento de Informação n° 2.740/2008


Da Assessoria de Imprensa

(41) 3352 9297 / 3079 3120 / 9102 0661 e 9993 3119

E-mail: ratinhojunior@gmail.com
Site: www.ratinhojunior.com.br

RATINHO JUNIOR ENTRE LIDERANÇAS DE CAMPO LARGO

Um animado jantar em Campo Largo, nesta semana, na Região Metropolitana de Curitiba, reuniu importantes lideranças. O deputado federal, Ratinho Junior (PSC/PR), foi um dos convidados de honra. Entre os mais entusiasmados estava o pré-candidato à Prefeitura daquele município, Afonso Guimarães, o Beco (PSDB). Além deles também marcaram presenças diversos integrantes do PSC daquela Região do Paraná, como o presidente do partido em Campo Largo, Nelson Martins; Didio Pazeti; Oslei Andrade, Ari Rivabem; João Trancoso e Chaguinha.

Da Assessoria de Imprensa

(41) 3352 9297 e 3052

E-mail: pscparana20@gmail.com
Site: http://www.pscparana.blogspot.com/

segunda-feira, 26 de maio de 2008

EM DEZ ANOS, PAÍS PERDE 44 AEROPORTOS DE PEQUENO E MÉDIO PORTE, REVELA ESTUDO















Companhias aéreas privilegiam grandes
centros urbanos
e afetam a vida de 8 milhões de brasileiros


Brasília -
A quantidade de cidades atendidas por vôos comerciais tem diminuído devido à "liberalização do setor" e à "concorrência predatória" entre as empresas. É o que sustenta um estudo coordenado pela Associação Brasileira de Empresas de Transportes Aéreos Regionais (Abetar) e financiado pelo Ministério do Turismo.


Realizado por técnicos do Núcleo de Estudos em Competição e Regulação do Transporte Aéreo (Nectar) do Instituto Tecnológico de Aeronáutica (ITA), em parceria com profissionais da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), o trabalho revela que, nos últimos dez anos, o número de aeroportos em operação diminuiu de 199 para 155.


Essa variação negativa atingiu diretamente 384 cidades, afetando pelo menos 8 milhões de brasileiros obrigados a se deslocar até outras localidades para viajar de avião.Enquanto em 1998 o número de municípios atendidos por vôos regulares chegava a 1.821, hoje é de 1.437. Se consideradas as microrregiões (conjunto de cidades limítrofes) cobertas pela malha aérea comercial, a quantidade caiu de 166 para 131.


Em 2005, o número de pessoas com possibilidade de apanhar um avião em sua própria microrregião chegava a 113 milhões. Hoje, de acordo com os dados apresentados no estudo, é de 104 milhões.

Segundo dados da Empresa Brasileira de Infra-Estrutura Aeroportuária (Infraero), porém, a quantidade de pessoas que viajaram de avião no ano passado, aumentou 8,24%, em relação ao ano anterior. Em 2007 foram registrados 110,6 milhões de embarques e desembarques nos 67 aeroportos administrados pela estatal.


A Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) confirma a redução de 44 aeroportos ao longo da última década, mas apresenta números diferentes do estudo. Segundo a agência, em 1998 o país contava com 181 aeroportos. Hoje, são 137.

Porém, segundo informações da própria Anac, pela atual legislação, as companhias aéreas concessionárias de rotas domésticas são livres para definir os locais que irão atender. A única exceção seria o Aeroporto de Congonhas (SP), onde os pousos e decolagens da aviação regular estão limitados a 30 movimentos por hora.


A redução do número de aeroportos ocorreu em todo o país, mas a Região Norte foi a que mais perdeu em termos absolutos de cobertura. Lá, o número de aeroportos em operação baixou de 59 para 46, uma variação de 22%.


A quantidade de microrregiões cobertas baixou de 41 para 33, enquanto o número de municípios atendidos caiu de 248 para 214.

Na Região Centro-Oeste, o número de aeroportos em operação diminuiu 29%, passando de 31 para 22.

O número de microrregiões cobertas baixou de 24 para 18 e o de municípios atendidos de 232 para 162.


Na Região Nordeste, a quantidade de aeroportos em operação baixou de 35 para 29 (menos 17,1%).


As microrregiões cobertas, que antes chegavam a 31, hoje são 26. Já o número de municípios caiu de 366 para 274.


Na Região Sudeste, a quantidade de aeroportos em operação baixou de 42 para 32 (menos 23,8%), o número de microrregiões cobertas caiu de 39 para 30 e o de municípios, de 516 para 417.


Já na Região Sul, o número de aeroportos em funcionamento baixou de 32 para 26 (variação de 18,8%), o de microrregiões cobertas de 31 para 24 e o de municípios de 459 para 370.


O estudo defende que, devido à liberalização do setor, o transporte aéreo nacional se tornou um segmento com alto grau de desregulamentação econômica. Com isso, as companhias aéreas passaram a competir livremente, concentrado suas operações nos aeroportos grandes e médios, em detrimento dos aeroportos locais.


A chamada “liberalização do setor”, sustenta o estudo, teria se intensificado a partir da década de 1990, com a chamada Política de Flexibilização da Aviação Comercial Brasileira - um conjunto de ações governamentais cujo objetivo era remover, gradativamente, os controles sobre as variáveis econômicas do setor. A criação da Anac, em 2005, teria consolidado essa estratégia.

Financiado pelo Ministério do Turismo, o estudo foi entregue no dia 7 de maio a ministra Marta Suplicy, que o apresentou ao ministro da Defesa, Nelson Jobim, na mesma data.


O documento foi dividido em quatro capítulos: um diagnóstico dos atuais estágios de regulação e de cobertura dos mercados aéreos regionais; a identificação da demanda e do potencial de usuários para a aviação regional; a competitividade entre as empresas e a necessidade de investimentos em infra-estrutura nos mercados regionais e propostas para a criação de um marco regulatório específico para o setor.



(Matéria de Alex Rodrigues, repórter da Agência Brasil, veiculada na sexta-feira, 23.05.2008)

sábado, 24 de maio de 2008

PROJETO DE RATINHO JUNIOR PREVÊ PUNIÇÃO A INSTRUTOR DE TRÂNSITO

O Projeto de Lei 2788/08, do deputado Ratinho Júnior (PSC-PR), cria o Registro Nacional de Instrutores e Examinadores (Renaiex), que deverá conter informações sobre os instrutores e examinadores de habilitação de trânsito e os dados sobre infrações e respectivas pontuações aplicadas aos motoristas por eles instruídos ou aprovados. A partir da análise desses dados, poderão ser aplicadas punições a esses profissionais.

"Somente com o agrupamento das informações, permitindo a identificação de índices incompatíveis ou de freqüências elevadas de cometimento de infrações pelos condutores, será possível realizar a análise estatística que induzirá à promoção de uma melhor qualificação dos profissionais instrutores e examinadores", argumenta o autor.

Controle -
O parlamentar afirma que, com essa alteração no Código de Trânsito Brasileiro (Lei 9.503/97), será possível às autoridades realmente controlar a atividade de instrutores.

"Com os dados em mãos, as autoridades poderão aplicar, em caso de comprovado desvio de conduta, penalidades que vão desde a simples advertência até o cancelamento da autorização para o exercício da profissão", ressalta.

O projeto estabelece ainda entre as punições a instrutores e examinadores a participação obrigatória em curso de reciclagem e a suspensão.

A proposta prevê que o Renaiex poderá ter também as informações sobre os acidentes ou crimes de trânsito em que se envolverem os condutores com permissão para dirigir -licença com validade de um ano que recebe o motorista recém-aprovado em exame.

Hoje o código já prevê que os resultados dos exames e a identificação dos respectivos examinadores constarão do Registro Nacional de Carteiras de Habilitação (Renach). Também já prevê que o habilitado terá em seu prontuário a identificação de seus instrutores e examinadores, que serão passíveis de punição conforme regulamentação a ser estabelecida pelo Conselho Nacional de Trânsito (Contran).

Tramitação -
A proposta, que tramita em caráter conclusivo, será analisada pelas comissões de Viação e Transportes; e de Constituição e Justiça e de Cidadania.

Íntegra da proposta: PL-2788/2008
Reportagem - Vania Alves
Edição - Marcos Rossi

Agência Câmara
Fones: (61) 3216 1851 / 3216 1852
Fax .: (61) 3216 1856
(Foto do Site www.defensiva.com.br)

quarta-feira, 21 de maio de 2008

PARTIDOS COMEÇAM DEFINIR CANDIDATURAS





















Os pré-candidatos à Prefeitura de Curitiba


Partido Social Cristão (PSC/PR) - Já com o número proporcional de vagas a pré-candidatos preenchidas, além dos 100%, e com cerca de 70% de pré-candidatas, o Partido Social Cristão (PSC/PR) tem como uma de suas metas a mudança cultural política. Para isso, incrementa os seus cursos de Formação Política em todas as Regiões do Estado.

Nas últimas semanas, presidentes e pré-candidatos a Prefeituras Municipais e às Câmaras de Vereadores das Regiões de Palmeira e da Metropolitana de Curitiba, filiados ao Partido Social Cristão participaram de mais um Curso de Formação Política.

Sob a orientação do secretário geral do PSC, no Paraná, advogado Lineu Tomass e do professor e especialista em Marketing Político, Élson de Mello, a militância se prepara melhor para participar das eleições de 2008. “Porém, sem perder de vista a prioridade do partido: o ser humano em primeiro lugar”, lembra Tomass.

Em Palmeira, o prefeito Altamir Sanson (PSC), reuniu no curso para lideranças políticas, dezenas de pré-candidatos (homens e mulheres) dos municípios de Antônio Olinto, Campo Largo, Ipiranga, Porto Amazonas e São João do Triunfo. “Foi muito produtivo o nosso encontro”, comemorou Sanson.

Houve curso também na Região Metropolitana Sul de Curitiba. Na Fazenda Rio Grande participaram do curso de Formação Política presidentes e pré-candidatos do PSC dos municípios de Araucária, São José dos Pinhais, Piraquara, Mandirituba, Contenda, Balsa Nova, Campo do Tenente, Piên e Tijucas do Sul. “É surpreendente o nível de assimilação e de preocupação com as causas sociais desses pré-candidatos”, observou o professor Mello.

(Matéria veiculada no Jornal Impacto, na página Política, de 15 a 22 de maio de 2008)

A GUERRA DAS "TRINCHEIRAS"



IPPUC é a sigla do Instituto de Pesquisa e Planejamento Urbano de Curitiba, cuja instituição histórica sob o aspecto legal é subordinado ao prefeito de Curitiba, Beto Richa. Entretanto, em situação de fato, o IPPUC atua com

completa independência com imposição dogmática de uma linha filosófica arquitetônica onde não admite qualquer interferência da sociedade curitibana em seu planejamento e programas de expansão urbana de Curitiba.

Todos os novos arquitetos e engenheiros que ingressam no IPPUC têm que pautar sua ação técnica nesta linha de ação, onde o arquiteto Jaime Lerner fez escola. O IPPUC é assim uma instituição fechada ou conservadora e pouco admite de gestão democrática, e dentro desta linha decretou a morte dos viadutos e trincheiras em Curitiba.

O prefeito Beto Richa herdou pronto o projeto da " linha verde", obra monumental de avenidas com dez pistas no leito da antiga BR 116, cujo projeto hoje vem recebendo críticas de alguns setores técnicos, por não ter permitido sequer a construção de trincheiras para travessia de fluxo de veículos no sentido oeste à leste, em cujas interseções ou esquinas. A travessia terá que ser feita via semáforos o que vai retardar o trânsito sem dúvida alguma.

Não creio que o prefeito Beto Richa, como engenheiro que é, e por isto com uma visão mais prática do que paisagística do planejamento urbano, tenha tido oportunidade de influir nesta polêmica das "trincheiras na linha verde", pois se pudesse ter influído no projeto, é provável que aceitasse a colocação de algumas trincheiras ao longo desta grande obra, já que, no momento em Curitiba, a fluidez no tráfego é mais importante do que a visão arquitetônica da "escola lernista", linear e plana decretada pelo IPPUC no projeto da extensa e larga linha verde.

Ouvi na rádio "Bandnews" a explicação de um arquiteto do IPPUC o qual confirmou que são contra trincheiras na linha verde, e disse que "todos querem trincheira longe de sua casa", com o que não concordo, pois na linha verde há espaço de sobra para se colocar algumas trincheiras, sem degradar seu entorno. Brasília é um belo exemplo de trincheiras inteligentes.

Pesquisando na Internet, no sitio da URBS de 10.01.08, li que na linha verde serão construídas três trincheiras, uma na Estrada da Ribeira, no Atuba; outra entre o Bacacheri e Bairro Alto e a terceira entre as ruas Gustavo Rattman e José Zgodae.

Nestas alturas da "guerra das trincheiras" onde entrou até o pessoal do PMDB, na Assembléia Legislativa, é de se perguntar ao IPPUC: afinal vai ou não vai ter construção de trincheiras na linha verde?

Será que o projeto original sofreu modificações?

Será que o prefeito Beto Richa tem conhecimento destes fatos?

Com a palavra o IPPUC.

Lineu Tomass
Advogado – OAB/PR - 15828

(Fotos de Arquivo da Prefeitura de Curitiba e do Site Panoramio)

terça-feira, 20 de maio de 2008

ATENÇÃO À CONVENÇÃO MUNICIPAL

Aos senhores secretários e presidentes do Partido Social Cristão (PSC)

As Convenções Municipais do Partido Social Cristão (PSC) para definição de coligações às eleições majoritárias (para prefeito e vice-prefeito) ou proporcional (para vereadores e vereadoras) e para as coligações, devem obedecer as seguintes orientações:

Data das Convenções: de 10 até 30 de junho de 2008;

O Diretório Municipal, ou Comissão Provisória, deverá mandar publicar edital na sede do partido, indicando o dia da Convenção, com, no mínimo, oito dias de antecedência, indicando ainda a hora e o local, que poderá ser em prédio público ou outro qualquer. Nesta Convenção votam os membros titulares do Diretório ou Comissão Provisória e conforme estatuto, Art. 20 – Compete aos Vogais: participar das reuniões do órgão de sua circunscrição com direito a voz e voto nas decisões a serem tomadas.

Caso o partido esteja em entendimento para a coligação na eleição na eleição de prefeito (majoritária ou proporcional), recomenda-se, antes do dia da Convenção, que os partidos coligados enviem ofício, um para o outro, confirmando as cláusulas e os detalhes da Coligação (quem será o candidato a prefeito e a vice-prefeito), e se haverá também Coligação na eleição proporcional (para vereador), a fim de que esses ofícios sejam registrados em ata e homologados na Convenção;


As Convenções dos partidos coligados devem ser realizadas no nesno dia e mesma hora, para que assim não haja descumprimento de acordo feito;

Curitiba, 20 de maio de 2008.

Lineu Tomass - Secretário Geral do PSC/PR

RATINHO JUNIOR LUTA POR JUSTIÇA ORÇAMENTÁRIA


(Fotos de Hubian Trizotti)

Na reunião da AMUVI, em Cruzmaltina, no fim de semana,
o deputado federal explicou sua proposta
para que a arrecadação da União
seja melhor partilhada entre Estados e municípios

O deputado federal Ratinho Junior (PPS/PR) participou da reunião da Associação dos Municípios do Vale do Ivaí (AMUVI), realizada neste fim de semana em Cruzmaltina, e explicou aos prefeitos os termos da Emenda Constitucional n° 219/2008 de sua autoria que prevê a melhor distribuição do “bolo” orçamentário entre União, Estados e municípios do país. Com esse propósito, Ratinho Junior já obteve o apoio de mais de 200 parlamentares na Câmara Federal.

O objetivo da Emenda é restaurar, mesmo que parcialmente, o equilíbrio da discriminação constitucional das rendas dos entes federados. A proposição estabelece que qualquer novo imposto que venha a ser instituído pela União, ou qualquer majoração de imposto federal hoje existente, tenha a sua arrecadação partilhada com os estados e municípios.

Pelo Projeto do deputado, o governo federal é obrigado a distribuir de maneira igualitária e justa 33% para a União, Estados e municípios todo o tributo criado a partir de agora. “Não escondo minha vocação municipalista, pois entendo que o cidadão só pode alcançar uma boa qualidade de vida quando o poder local provê bons serviços de transporte, saúde, educação, segurança e demais necessidades da população”, disse Ratinho Junior.

Da Assessoria de Imprensa
Vania Mara Welte
(41) 3352 9297 e 3079 3120

MULHERES DO PSC CONVOCADAS AO PLEITO

Na posse de filiadas ao partido, em Cascavel, elas se colocaram à disposição de candidaturas

Um dos papéis da presidente na condução da ala feminina será reunir filiadas na tentativa que o partido obtenha o mínimo de 30% de vagas destinadas às mulheres nas candidaturas ao Legislativo. “Nós já temos algumas componentes da executiva que já foram candidatas e estão se
colocando novamente à disposição, mas queremos ampliar essa participação”, disse Cristina, que não tem pretensões de candidatura.

Um dos fundadores da sigla, o vice-presidente do PSC, Alcir Pelissaro, destacou a organização das mulheres, que conseguiram reunir um número expressivo de pessoas em seu primeiro evento. “Vocês estão mostrando para que vieram desde agora, além de trazerem um charme a mais para o partido”.

Alcir destacou a disposição das filiadas às pré-candidaturas. “Nós queremos ver as mulheres se candidatando e se elegendo, participando do destino da cidade”, falou o vice-presidente, afirmando que a executiva também fortalecerá o trabalho de grupo no objetivo de reeleger o prefeito Lísias Tomé.

Líder do partido na Câmara, o vereador Alcebíades Pereira da Silva, disse que o Legislativo carece de representantes femininas. “Me surpreendo a cada dia com a participação das mulheres, que estão tomando espaços que antes eram ocupados somente pelos homens, porém ainda sinto essa ausência na Câmara de Cascavel”, falou o parlamentar.

Além da presidente Cristina Carnaval, a executiva feminina do PSC é composta por: Rosa Alice Ligeiro Rafael, Mariza Hirt Vozniak, Marta Dias de França, Maria Elisa dos Santos, Odete Maria Molim Enque, Cecília Teixeira, Tereza Aparecida Rapp, Izabel Depubel, Elizabete Rodrigues, Ana
Paula Henrique Lopes, Sonia Vicente, Sonia Gomes, Izolete Oliveira, Rosely Monteiro Ruivo e Marilza Rech.


(Matéria veiculada no Jornal Hoje, de Cascavel, em 18.05.2008)

segunda-feira, 19 de maio de 2008

ANO INTERNACIONAL DO PLANETA TERRA


O AIPT objetiva divulgar, junto à sociedade, a importância das Ciências da Terra para o bem-estar comum e para um mundo sustentável, assegurando a utilização efetiva do conhecimento acumulado pelos
milhares de geocientistas
de todo o planeta.

Terra e Vida - No evento Ano Internacional da Terra estavam o doutor Diogenes Campos e os deputados Ratinho Júnior e Júlio Semeghini

Texto: http://aipt.mct.gov.br/index.php/content/view/277.html
Foto: Carlos Oití Berbert

PSC AVANÇA NA REGIÃO DO NORTE PIONEIRO

Deputado Ratinho Junior fala para cerca de 1000 líderes
e pré-candidatos do PSC
de Siqueira Campos e da Região do Norte Pioneiro do Paraná




Cursos de Formação Política lotam a agenda do partido
que prega uma nova cultura política e ganha adeptos e correligionários

O Partido Social Cristão (PSC/PR) tem sua agenda de Cursos de Formação Política lotada até o fim deste mês. O objetivo principal é o de promover uma mudança cultural política, com ênfase nas prioridades de ser humano. Para esta semana, já estão programados os cursos para as Regiões dos municípios de Foz do Iguaçu, Cianorte, Quedas do Iguaçu, Mato Rico e Palmas.

Neste fim de semana, sábado, 17, o curso teve como sede a cidade de Telêmaco Borba e reuniu os municípios de Embaú, Ortigueira, Curiúva, Ventania e Reserva; na sexta-feira, 16, foi a vez de Cambé, onde estiveram reunidos os municípios de Sertanópolis e 1º de Maio; na quinta-feira, 15, Siqueira Campos reuniu mais de 1.000 representantes dos municípios de Quatiguá, Salto de Itararé, Joaquim Távora, Ribeirão Claro, Tomazina, Santana do Itararé, Wenceslau Braz, São José da Boa Vista, Jacarezinho, Santo Antônio da Platina, Sengés, Barra do Jacaré, Carlópolis, Pinhalão, Londrina, além de Alemoa – Distrito de Siqueira Campos – e Taquarituba (SP-convidado).

Centenas de autoridades da Região e pré-candidatos às Prefeituras e às Câmaras Municipais ouviram as orientações sobre o histórico, doutrina e o programa do próprio partido, além da necessidade de ações éticas, solidárias e responsáveis, de acordo com as necessidades da sociedade, em especial dos excluídos. O deputado federal Ratinho Junior esteve presente em Cambé e em Cruzmaltina, onde ele manteve encontro com prefeitos daquela Região do Paraná.

Telêmaco Borba teve como anfitrião do encontro, o diretor geral da FATEB, que ofereceu toda a infra-estrutura acadêmica às lideranças locais que decidiram lançar chapa completa para as eleições de 2008. Naquele município, o PSC já conta 588 filiados e possui nomes que solidificam o quadro político local, avalia o deputado federal Ratinho Junior. O presidente do PSC de Telêmaco Borba, Oney Alves Ferreira, lembrou ainda que a população do município participou de um grande encontro regional, mostrando a força do partido naquela região.

Nos cursos, as palestras eram ministradas pelo secretário geral do PSC, no Paraná, advogado Lineu Tomass, e pelo professor e especialista em Marketing Político, Élson de Mello. Assim a militância se prepara melhor para participar das eleições de 2008. “Porém, sem perder de vista a prioridade do partido: o ser humano em primeiro lugar”, lembra Tomass

O PSC já possui o número proporcional de vagas a pré-candidatos preenchidas, além dos 100%, e, ainda conta com cerca de 70% de mulheres como pré-candidatas.

Eis algumas das principais lideranças daquela Região do Estado que compareceram aos encontros: Oney Alves Ferreira (Telêmaco Borba); Albari Ávila (o Bode Seco de Embaú); Luiz Antônio (Ortigueira); Antônio Reginaldo (Curiúva); Izaias (Ventania); e Luiz Henrique (Reserva). Em Cambé, estiveram presentes o pré-candidato a prefeito PDT de Londrina, o deputado Barbosa Neto; o pré-candidato a prefeito doutor Armando Martins; o presidente da Câmara dos Vereadores de 1º de Maio, vereador Fernando Chigueiro; Jurandir Martins, a presidente do PSC, Vera Lúcia Oporto e o prefeito Luiz Oporto, todos os três de Sertanópolis.

Ainda, estiveram presentes, o presidente do PMN de Apucarana, Mirinho Móvies, e Fátima Mandeze, do mesmo partido; o coordenador regional do PSC de Cornélio Procópio, Adilson do Figueira; o presidente do PSC de Ibiporã, Cláudio Buzeti; do Diretório do PSC de Londrina; membros do PSC e os vereadores de Rancho Alegre, Valer e Elza Gato; o presidente do PSC de Urai, Ricardo Borges; a ex-prefeita de Urai, Iracelis Borghi; pré-candidato a prefeito de Bandeirantes, Gumercindo Fernandes; o gerente da Rádio Jovem Pan, Armelindo Simoni; Antônio Pedro Marquezi além do chefe de gabinete do deputado federal Ratinho Junior, João Carlos Ortega, entre outros.

Da Assessoria de Imprensa

(41) 3352 9297 E 3079 3120

E-mail: ratinhojunior@gmail.com

sexta-feira, 16 de maio de 2008

JUNIOR COMPROVA SUA VOCAÇÃO MUNICIPALISTA

(Foto da Expoingá - do arquivo da Prefeitura de Maringá)

(Foto de arquivo da Câmara Municipal de Cambé)

Na Câmara Federal, o deputado do PSCPR luta
por uma distribuição de renda mais justa entre União, Estados e municípios

Desde quinta-feira, 15, o deputado federal Ratinho Junior percorre a Região do Norte Pioneiro para um encontro regional do Partido Social Cristão (PSC), com políticos e lideranças locais. Às 10 horas desta sexta-feira, 16, o deputado esteve em Cambé. E, às 15 horas, em Cruzmaltina, para participar de uma reunião na Associação dos Municípios do Vale do Ivaí (AMUVI). À noite, ele visita a EXPOINGA, em Maringá. O primeiro compromisso de Ratinho Junior naquela região, foi às 20 horas de ontem, 15, no município de Siqueira Campos.

Naquela Região do Paraná, Ratinho Junior fala sobre a sua vocação municipalista e relata as conquistas obtidas aos municípios do Paraná e do país, graças a sua luta para buscar o equilíbrio na distribuição de recursos entre as esferas governamentais, que vão beneficiar os Estados e municípios de todo o Brasil.

Com o apoio de mais de 200 parlamentares, Ratinho Junior apresentou, dentro do PEC, a proposta de Emenda Constitucional nº. 2192008. Esta proposição estabelece que qualquer novo imposto instituído pela União ou qualquer majoração de imposto federal, hoje existente, tenha a sua arrecadação partilhada com Estados e municípios.

Ratinho Junior compreende que não é mais possível aceitar essa injusta distribuição do “bolo” tributário, que ocorre em detrimento de Estados e municípios no país. “As crises financeiras que os atingem, dificultam o atendimento e prestação dos serviços públicos mais necessários à população. Temos de mudar esta realidade para fortalecer os laços federativos e beneficiar à sociedade, em especial, aos mais excluídos”, diz Ratinho Junior.


Da Assessoria de Imprensa
(41) 3352 9297 e 3079 3120

E-mail: ratinhojunior@gmail.com
Site: www.ratinhojunior.com.br

quarta-feira, 14 de maio de 2008

ACORDOS INSTIGAM E AQUECEM A POLÍTICA EM PIRAÍ DO SUL



Cerca de 600 pessoas, entre elas o deputado federal Ratinho Junior (PSC/PR)
e diversas autoridades, prestigiaram o encontro que discutiu e avaliou coligações

Lideranças e presidentes de diversos partidos, como PSDB, DEM, PR, PRTB e PSC se reuniram na noite desta segunda-feira, 12, em Piraí do Sul para alinhavar coligações partidárias às eleições de 2008. Três nomes foram apontados para concorrer a Prefeitura local: o atual vice-prefeito de Pirai do Sul e presidente do PSC local, Sérgio Fadel; o ex-prefeito Rodney Jayme (DEM) e o líder político Élder Avais (PSDB), marido da vereadora e presidente do PSDB local, Tânia Avais.

Um dos três será ungido, em breve, pela coligação partidária. “Piraí do Sul está de parabéns pelos seus valores políticos locais e, na Câmara Federal, nossas portas estão abertas para atender as demandas e necessidades deste povo”, reforçou Ratinho Junior.

Também prestigiaram o evento o presidente da Câmara, Luciano Solek (PR); mais os vereadores José Ayrton de Paula (PSC); Jorge de Oliveira (PDT) e a presidente do PRTB, Ana Paula Jansen, além de inúmeras outras lideranças daquela Região do Paraná. Antes de finalizar o encontro, a professora Beatriz Burico presenteou ao deputado Ratinho Junior e Sérgio Fadel com uma imagem de Nossa Senhora das Brotas. “Para abençoar a caminhada de ambos”, disse.

Da Assessoria de Imprensa

(41) 3352 9297 e 3079 3120

terça-feira, 13 de maio de 2008

O TRE FACILITA OS TRÂMITES BUROCRÁTICOS

(Foto de Arquivo do TRE/PR)

O Tribunal Regional Eleitoral do Paraná (TRE) permite que petições e recursos, sobre representações eleitorais, possam ser enviados, a partir de hoje, via fax

O Tribunal Regional Eleitoral do Paraná fez circular, nesta terça-feira, 13, um ofício com novas orientações para as eleições de 2008. Para facilitar os trâmites burocráticos, de acordo com o parágrafo 2º, da Resolução 22.624/TSE, o TRE comunica que as petições e recursos referentes às representações eleitorais, poderão ser enviados, a partir de agora, via fax, dispensado o encaminhamento do original.

O número do aparelho de fax disponível na Zona Eleitoral é (41) 3330 8459.

Mas o TRE faz um alerta: “o envio do requerimento por via eletrônica e sua tempestividade serão de inteira responsabilidade do remetente, correndo por sua conta e risco eventuais defeitos.”

O documento está assinado pela chefe de Cartório da 178ª Zona Eleitoral, Denize Alves Santos.

Da Assessoria de Imprensa

(41) 3352 9297 e 3079 3120

E-mail: ratinhojunior@gmail.com
Site: http://www.ratinhojunior.com.br/

segunda-feira, 12 de maio de 2008

CENAS DE UM ATO POLÍTICO





































































Depoimentos:

"Ratinho Junior é um político em ascenção, sério e respeitado pelo trabalho que realiza. Não existe um melhor nome do que o dele para disputar a Prefeitura de Curitiba. Ele já é um vitorioso."

(Deputado federal Idekasu Takayama)

"O deputado federal Ratinho Junior é um representante político jovem, idealista, com seridade de propósotos e com objetivos bem definidos para Curitiba e para o Paraná. Apoiá-lo nesta candidatura é ajudar a impulsionar o progresso. Além de tudo é um jovem político de mãos limpas que tem muito a oferecer à Nação."
(Promotor de Justiça - aposentado - Osmann Arruda)


"A escolha do nome de Ratinho Junior é excelente e fortalece ainda mais o PSC. Com a liderança de Ratinho, o partido tem condiçõesde eleger de quatro a cinco vereadores em Curitiba. Ratinho Junior é uma liderança jovem, séria, idealista que todos querem ver no comando de Curitiba."


(Borges da Silveira, ex-vereador e coordenador do programa de Governo do PSC para Curitiba)



"Ratinho Junior é uma das melhores lideranças da política jovem do país. Além disso, tem um capital de votos respeitável, além de ser independente. A soma de tudo isso, assusta qualquer adversário."

(Terezinha Picollo, lider comunitária)




Da Assessoriade Imprensa


(41) 3352 9297 / 3076 3350